BRONZE

Equipamento de praia, Costa Nova, Ílhavo, 2016.

Romulo Neto Arquitetos
Romulo Neto Arquitetos
Romulo Neto Arquitetos
Localizada entre a ria de Aveiro e o Mar fica uma península e é aqui que se encontra a Costa Nova, caracterizada pelos seus palheiros, que devido ao terreno arenoso e alagadiço, eram construídos sobre estacas de madeira. As tábuas exteriores da maior parte das fachadas das construções estão dispostas verticalmente e são utilizadas cores para colorir as fachadas. Estes aspetos contribuíram para o conceito do projeto, uma vez que a história e a caracterização do desenho urbano, faz parte integrante do nosso produto final, para além dos aspetos funcionais que o programa implicava.

Concentrámo-nos na verticalidade das tábuas das fachadas e nas construções sobre estacaria e utilizámos o mesmo processo. A madeira foi utilizada como revestimento, a verticalidade como principal elemento e utilizámos estacas para suportar todo o edifício, uma vez que este se encontra em cima da areia. Outros aspetos, não menos importantes, centraram-se nos tetos exteriores. Utilizámos a ripa de madeira, acentuando a horizontalidade , e pontuando o plano, com linhas de luz dispostas no sentido nascente e poente, para que ficassem diluídas na extensão do horizonte.

O vidro foi utilizado para que o espaço ganhasse transparência e aplicámos grandes portadas de correr, para que o espaço interior se pudesse estender para a esplanada. Além destes elementos, o projeto foi pensado para que o vento tivesse o mínimo de impacto possível, criámos um bloco, onde se situam áreas de serviço que protegem os ventos que fustigam a construção a norte.

No interior, o bloco da cozinha tem o mesmo revestimento que o exterior, relembrando o utilizador a imagem que viu de fora. Todo o projeto foi pensado de forma a que o espaço fosse acolhedor , extensível, transparente e estivesse intimamente ligado com o local.
Located between the Aveiro river and the sea lies a peninsula where the Costa Nova is located, characterized by its haystacks, which, due to the sandy and swampy terrain, were built on wooden stakes. The outer boards of most facades of the buildings are vertically arranged and are used for coloring as facades. These aspects contribute to the concept of design, since a history and characterization of the urban design, are an integral part of our final product, beyond the functional standards that the program implied.

We focused on the verticality of the facade boards and the stacking constructions and used the same process. The wood was used as a coating, the verticality as the main element and the were used stakes to support the whole building, since this is on top of the sand. Other aspects, no less important, were the exterior ceilings. We used the wooden clapboard, accentuating the horizontal, and punctuating the plan, with lines of light arranged in the nascent and west direction, so that they were diluted in the horizon extension.

The glass was used so that the space gained transparency and applied large sliding doors, so that the interior space could extend to an esplanade. In addition to the elements, the design was thought for the wind, the project was built in a north area.

Inside, the kitchen block has the same coating as the exterior, reminding the user of the image they saw from the outside. The whole project was designed in such a way that the space was cozy, extensible, transparent and closely connected with the place.
Romulo Neto Arquitetos
Romulo Neto Arquitetos
Romulo Neto Arquitetos
Romulo Neto Arquitetos
Romulo Neto Arquitetos
Romulo Neto Arquitetos
Romulo Neto Arquitetos
Romulo Neto Arquitetos
Romulo Neto Arquitetos
Romulo Neto Arquitetos